Paragens....em construção.

Há um dia quando um pêso lhe recai e nem se sabe de onde vem.
Há uma hora em que algo se perde e vc tonteia e pergunta o pra quê.
Há um pensamento vindo silenciosamente dando pistas e de onde estão seus fragmentos, onde você foi se perdendo...onde coincidiu de topar consigo por ai.
Há uma memória numa melodia acalentada no seio de mãe, num cheiro de alho, de verdura crua, de ovo sendo mexido ainda no fogo!